Aprenda a fazer o cálculo INSS

Durante todo seu tempo como empregado de uma empresa, ele aparece lá no final do mês, junto com seu FGTS, como um desconto do seu salário. A previdência social no Brasil é obrigatória, e o INSS é o tributo responsável por recolher esse montante. Mas é muito importante saber como ele é definido, ou saber como fazer o cálculo INSS quanto você vai ter retirado no salário no próximo holerite e, assim, evitar grandes dores de cabeça.

Cálculo INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é um órgão do governo responsável por gerir as aposentadorias e pensões de milhões de cidadãos brasileiros. Para que estes possam receber sua quantia, parte do salário que estes receberam enquanto eram trabalhadores foi descontado em forma de imposto. O valor é variável.

A tabela do INSS segue valores proporcionais de recolhimento de acordo com a faixa salarial do empregado. Quem recebe até R$ 1.247,70 terá retido 8% do seu salário em forma de tributo. Entre R$ 1.247,71 e 2.079,50, a alíquota sobe para 9%. Entre 1.247,71 e 4.159,00, o valor é de 11% do salário.

Apesar de ser proporcional, o valor a ser cobrado possui um teto: pela regulamentação, nenhum contribuinte pode pagar mais do que R$457,49.

Um exemplo prático

Cálculo INSSConheça Paula, uma administradora em uma empresa no Rio de Janeiro. Ela acabou de entrar em seu novo serviço, uma construtora e, como foi contratada no regime da CLT, terá seus impostos abatidos da fonte. Mas como saber o quanto será retido de INSS no seu salário?

O rendimento de Paula é de quatro salários mínimos, ou R$ 2.712,00. Ela se encaixa na segunda faixa de cobrança, com a alíquota em 9%. Com isso, o salário dela terá o abatimento de R$ 244,08, que irão diretamente para sue fundo na previdência social. Isso não significa que o restante será seu salário total – ele ainda sofre descontos com o imposto de renda.

Maiores dúvidas podem ser tiradas no site do Ministério da Previdência Social (link:www.mpas.gov.br)